Alimentos podem ser anti-inflamatórios naturais

Alimentos podem ser anti-inflamatórios naturais

A dieta rica em alimentos anti-inflamatórios pode prevenir e bloquear a inflamação.

Adeus medicamentos! Os alimentos vão além da nutrição e tornam-se aliados na batalha contra doenças inflamatórias. O controlo da inflamação é feito pelo corpo através de hormônios que a intensificam ou a diminuem a fim de permitir que o processo inflamatório ocorra quando realmente seja necessário, tanto para reparar uma lesão como proteger contra uma infecção. Os alimentos têm um efeito importante nos níveis dos hormônios, podendo ativar ou inibir a ação inflamatória.

Se você quer uma maneira fácil de aumentar o ph e diminuir as dores, você pode comprar biomac.

Alimentos podem ser anti-inflamatórios naturais
Alimentos podem ser anti-inflamatórios naturais

Melhorando a alimentação

 

A dieta rica em alimentos anti-inflamatórios pode prevenir e bloquear a inflamação, fortalecendo o sistema imunológico e o equilíbrio de todas as funções básicas do organismo. Entre os alimentos com maior ação anti-inflamatória destacam-se os ácidos gordos ômega-3, encontrados no azeite de oliveira extravirgem e peixes de águas frias (salmão, atum, bacalhau, arenque, cavalinha, sardinha e truta). No organismo, estes ácidos são convertidos em substâncias semelhantes aos hormônios, que reduzem inflamações.

Chá verde, alho, aveia, cebola, crucíferas (brócolis, couve-flor e repolho), semente de linhaça, soja, tomate e uva são alimentos com substâncias bioativas que tem ação na modulação do processo inflamatório e são antioxidantes. “Algumas inflamações podem oxidar as células que constituem as paredes do vaso sanguíneo. No entanto, os alimentos antioxidantes podem ajudar a evitar estas lesões”, alerta a nutricionista Roseli Rossi.

A inflamação, muitas vezes, pode aumentar o risco de desencadear certas doenças, como: cancro, diabetes, doenças cardiovasculares, obesidade, Alzheimer, alergias e artrite. Para se alcançar o efeito de anular alterações no sistema imunológico, o cardápio de alimentos anti-inflamatórios deve ser alimentos com baixo ou moderado Índice glicêmico (IG) e, consequentemente, baixa carga glicêmica.

atleta com inflamação
Para atletas de alto nível a alimentação é fundamental para manter o bom desempenho em seus respectivos esportes.

 

Batata assada, batata frita, bolos, biscoitos, trigo branco, farinha integral e cream cracker são alguns dos alimentos que apresentam alto índice glicêmico que em vez de inibir a inflamação, estimula-a.

“A inflamação não pode ser vista só como ponto negativo. Considerada uma resposta do organismo, ocorre tanto para melhorar um ferimento como proteger contra uma infecção”, completa a nutricionista Roseli. O processo inflamatório serve como barreira para os micro-organismos não penetrarem nas mucosas e feridas de tal forma a comprometer o organismo. Além disso, a inflamação resulta na cicatrização de lesões.

Os hormônios que estimulam a inflamação são sintetizados a partir dos ácidos gordos ômega-6, encontrados em óleo de milho ou girassol, soja, sementes de girassol, gergelim, castanhas e nozes. “Os ácidos gordos ômega-6 estimulam a inflamação e os ácidos gordos ômega-3 diminuem o processo inflamatório. Por isso há necessidade de consumi-los em equilíbrio” afirma a nutricionista.

10 Alimentos que aumentam a testosterona

10 Alimentos que aumentam a testosterona

A testosterona é um hormônio natural, produzido pelo próprio corpo e que é comparado a um esteroide anabolizante, devido aos efeitos de aumentar a massa muscular, aumentar o desejo sexual e algumas outras coisas.. Nesse artigo, você vai conhecer dez alimentos que aumentam os níveis desse hormônio no seu corpo.

10 Alimentos que aumentam a testosterona

  1. O primeiro maravilhoso alimento que aumenta a testosterona é o ovo. Os ovos possuem gordura saturada, ômega-3, vitamina D, colesterol e proteína. Esses são componentes que aumentam a testosterona.

  1. Carne vermelha ajuda no aumento da testosterona também. São preferíveis as carnes magras, como alcatra, filé mignon, maminha, fraldinha e baby beef. As carnes magras possuem baixa quantidade de gordura saturada e possuem zinco, o que fazem com que aumente os níveis de testosterona.

  1. O abacate é uma bênção, pessoal. Diminui a taxa de colesterol e aumenta o nível de testosterona no organismo, porque possui gordura monoinsaturada. Além disso, ele melhora os resultados da musculação.

  1. A banana possui riboflavina, potássio, vitamina D, que contribuem para a produção da testosterona. Além de tudo isso, a banana também possui a bromelina, que aumenta o nível do hormônio.

  1. Feijão. O feijão é um vegetal que possui diversas coisas que auxiliam a produção de testosterona. A grande quantidade de zinco presente nos grãos favorece ainda mais o aumento da produção do hormônio.

  1. O alho é responsável por reduzir os níveis de cortisol no organismo. O cortisol é uma substância que é produzida no organismo em situações de estresse — por isso que é conhecido também como o hormônio do estresse —, que acaba por diminuir os níveis de testosterona, causando uma diminuição da libido sexual. Justamente por isso é que o consumo de alho cru aumenta a taxa de testosterona e o apetite sexual.

  1. Aumente o consumo das gorduras saudáveis. As gorduras saudáveis estão presentes em diversos alimentos, como castanhas, nozes, azeitonas, amêndoas, azeite extra-virgem, azeite de oliva, linhaça, e óleos vegetais, como soja e girassol.

  1. Ô, fruta poderosa para os homens que querem alcançar ereções mais potentes e duradouras. O fato se dá porque a melancia aumenta o impulso do fluxo do sangue, e aí… já viu, não é?

  1. O mel é o cara, rapazes. Dentre os vários benefícios, ele contém um mineral associado a níveis altos de testosterona, além de possuir o óxido nítrico, que abre os vasos sanguíneos, tendo o mesmo efeito causado pelo consumo de melancia.

  1. O brócolis é um alimento que aumenta a produção de testosterona, já que possui um mineral chamado índole-3-carbinol. Outros alimentos como couve e aspargos também possuem esse mineral.

O consumo desses alimentos em sua dieta vão estimular células do seu corpo a produzirem hormônios que farão você ter maior apetite sexual. Além dos alimentos, é indicado que você tome suplemento para aumentar o desempenho sexual para que os resultados sejam realmente expressivos.